Notícia

Guia

quarta, 10 de abril de 2019
Sebrae/PR desenvolve guia prático de ´hackathons`

O modelo de eventos chamado “hackathon” vem se tornando cada vez mais popular no mundo dos negócios. A palavra vem da mistura de duas outras palavras: “hack”, que significa programar com excelência, e “marathon”, de maratona. É muito comum definir o hackathon como uma maratona de programação em que desenvolvedores de software, designers e outros profissionais se reúnem para elaborar um sistema ou aplicativo para melhorar a performance de uma organização.

“Mas não é apenas para desenvolvedores. Está relacionado a qualquer grupo de pessoas que queira se reunir para dar vida a uma ideia, sob um ambiente de grande pressão, durante um ou mais dias, visando à criação da solução de um problema em potencial”, define João Luis de Moura, consultor de inovação e desenvolvimento de produtos do Sebrae/PR. Sentindo um aumento da demanda de empresas buscando por esse modelo de eventos, a entidade desenvolveu o Guia Hackathon, disponível no Portal do Empreendedor, gratuitamente, pelo link https://www.sebraepr.com.br/arquivos-gratuitos/publicacoes-diversas/.

De acordo com Moura, o modelo oferece vantagens em relação a outros eventos mais tradicionais, como mais possibilidades de pensar sobre um determinado problema, novos modelos de equipes, além de grande oportunidade para negócios e investimentos, networking e feedbacks mais rápidos. “Os participantes recebem feedback ao vivo dos mentores e juízes da banca de como podem fazer diferente. Também é uma ótima maneira de fazer uma pré-avaliação da solução e identificar novos recursos”, defende.

O material é prático, objetivo e com muitas dicas, desde o planejamento até a execução. “Por meio dele, é possível avaliar se o modelo é adequado à necessidade da empresa, com dicas para executá-lo e de como mensurar os resultados pós-evento”, finaliza Moura.

O Guia ainda enumera algumas atividades que podem ser impactadas com a realização de hackathons, como:

Inovações corporativas - Durante um hackathon focado em inovação, as equipes buscam novas abordagens para a solução de problemas do dia a dia, mais flexíveis e que permitam o estabelecimento de novas oportunidades de negócios;

Construção de softwares - Um grupo de pessoas se reúne para criar novas ferramentas de software. Os aplicativos criados podem ter temas livres ou objetivos simples, de acordo com o patrocinador;

Recrutamento de profissionais - O hackathon surge como uma maneira de promover o encontro de possíveis candidatos a novos talentos. Eles terão suas habilidades colocadas à prova e, no final, será mais fácil identificar aqueles que conseguem resolver problemas em situações extremas, trabalhar em equipe e identificar bons métodos de trabalho rapidamente;

Aumentar engajamento -  Alguns hackathons são promovidos para aumentar o conhecimento em torno de uma ferramenta, linguagem, framework, processos, entre outros. Dessa forma, as pessoas podem conhecer melhor o seu funcionamento, aumentando sua experiência e habilidades na utilização;

Melhorias na sociedade - instituições de ensino ou o próprio governo promovem hackathons para resolver problemas da sociedade e criar novas parcerias com a iniciativa privada. Política, trânsito, educação e saúde são apenas alguns setores que podem ser impactados por esse tipo de evento. Assim, novas abordagens podem ser adotadas mais rapidamente, sem as burocracias tradicionais do poder público;

Melhoria na empresa - Os hackathons corporativos permitem que colaboradores se unam em busca de otimizações internas ou na busca por novas funções nos seus produtos. Ex.: botão de “like” do Facebook surgiu após um hackathon.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sebrae